Você já deve ter lido estatísticas sobre a quantidade de empresas que fecham no Brasil, tais como: 80% das micro e pequenas empresas desaparecem no primeiro ano ou 1 a cada 4 empresas fecha antes de completar dois anos no mercado.

Dentro desses levantamentos tem dois fatores que eu gostaria de chamar a sua atenção, cerca de 10% fecharam por conta de problemas com impostos/tributos e quase 50% dos pequenos empresários do Brasil não sabem precisar se têm lucro ou prejuízo, nesse último ponto estamos falando do universo de todos os pequenos empresários e empreendedores.

Mas como solucionar esses dois fatores que atormentam os empresários? Primeiro, aumentar o contato entre os contadores e os empresários. Depois, os empresários e empreendedores devem saber qual é a responsabilidade deles sobre assuntos contábeis, fiscais e de folha de pagamento.

Ao analisarmos o dado de que 50% dos empreendedores e pequenos empresários não sabiam precisar o seu resultado, fica claro que eles nunca tiveram o contato necessário com os seus contadores para que pudessem ter em mãos uma demonstração financeira ou até mesmo um balancete. O balancete é uma das principais demonstrações financeiras a serem utilizadas por contadores e empreendedores. Com ele, é possível visualizar, por meio de uma listagem, as contas contábeis com seus débitos, créditos e saldo.

O balancete é um instrumento que serve para analisar o estado financeiro de um negócio em determinado período, tanto de ativos e passivos, quanto de contas de resultado, assim sendo possível definir o lucro ou o prejuízo de cada período.

É importante destacar que o escopo do trabalho do contador não é só enviar guias para pagamentos e folha, no Brasil temos mais de 93 possíveis tributos e 67 possíveis declarações por empresa, totalizando 160 obrigações. Dessa forma, o papel do contador é calcular os tributos, enviar a folha, mas também entregar diversas declarações e preparar as demonstrações financeiras, ou seja, a contabilidade (a função primária do contador), periodicamente, preferencialmente mensalmente. 

Você deve estar se perguntando, como eu deveria saber disso tudo? Todos os tributos, assuntos de folha de pagamento e de contabilidade no Brasil são regidos por leis. No Brasil, parte-se do princípio que todo cidadão tem acesso e deve ter conhecimento da legislação. Eu sei, você também deve estar se perguntado o porquê ninguém ensinou isso para a gente?

Essa pergunta me leva ao segundo ponto que gostaria de chamar a atenção, atualmente a Receita Federal já é 4.0, ou seja, todo o trabalho é feito através de declarações que são enviadas, ficam arquivadas em nuvem e são analisadas eletronicamente, tudo isso você consegue consultar através de um portal chamado eCaC – Central de Atendimento ao Contribuinte Eletrônica. Ao entrar nesse portal aparecem dois nomes, o da sua empresa e outro embaixo, você sabe me dizer qual é o segundo nome? Do seu contador ou o seu? 

Durante as minhas palestras, a maioria me responde que o nome que aparece é do contador, mas não é, é o seu, do responsável legal da empresa. Portanto, sabe aquelas 160 obrigações que citei, são 100% de sua responsabilidade, o contador é apenas o prestador de serviços, o condutor para que sejam entregues. 

Em suma, é muito importante que você entenda tudo que o seu contador está entregando em seu nome, melhore a comunicação com ele, aumente a transparência na relação e que você tenha em mão a contabilidade da sua empresa periodicamente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *