Você já deve ter lido estatísticas sobre a quantidade de empresas que fecham no Brasil, tais como: 80% das micro e pequenas empresas desaparecem no primeiro ano ou 1 a cada 4 empresas fecham antes de completar dois anos no mercado.

Dentro desses levantamentos, eu gostaria de chamar a sua atenção para dois fatores: cerca de 10% das empresas fecharam por conta de problemas com impostos/ tributos e quase 50% dos pequenos empresários do Brasil não sabem se têm lucro ou prejuízo, nesse último ponto estamos falando do universo de todos os pequenos empresários e empreendedores.

MAS COMO SOLUCIONAR ESSES DOIS FATORES QUE ATORMENTAM OS EMPREENDEDORES? 

Primeiro, aumentar o contato entre os contadores e os empreendedores. Depois, os empresários e empreendedores devem saber qual é a responsabilidade deles sobre assuntos contábeis, fiscais e de folha de pagamento.

Ao analisarmos o dado de que 50% dos empreendedores e pequenos empresários não sabiam precisar o seu resultado, fica claro que eles nunca tiveram o contato necessário com os seus contadores para que pudessem ter em mãos uma demonstração financeira ou até mesmo um balancete. 

O balancete é uma das principais demonstrações financeiras a serem utilizadas por contadores e empreendedores. Com ele, é possível visualizar, por meio de uma listagem, as contas contábeis com seus débitos, créditos e saldo. Desse modo, ele serve para analisar o estado financeiro de um negócio em determinado período, tanto de ativos e passivos, quanto de contas de resultado, assim sendo possível definir o lucro ou o prejuízo de cada período.

É importante destacar que o escopo do trabalho do contador não é só enviar guias para pagamentos e folha. No Brasil, temos mais de 93 possíveis tributos e 67 possíveis declarações por empresa, totalizando 160 obrigações. Dessa forma, o papel do contador é calcular os tributos, enviar a folha, mas também entregar diversas declarações e preparar as demonstrações financeiras, ou seja, a contabilidade (a função primária do contador) periódica de uma empresa, preferencialmente mensalmente.

VOCÊ DEVE ESTAR SE PERGUNTANDO, COMO EU DEVERIA SABER DISSO TUDO?

No Brasil, todos os tributos, assuntos de folha de pagamento e de contabilidade são regidos por leis, e parte-se do princípio de que todo cidadão tem acesso e deve ter conhecimento da legislação. Eu sei, você também deve estar se perguntando o porquê ninguém ensinou isso para a gente?

Essa pergunta me leva ao segundo ponto que gostaria de chamar a atenção. Atualmente a Receita Federal já é 4.0, ou seja, todo o trabalho é feito por meio de declarações que são enviadas, ficam arquivadas em nuvem e são analisadas eletronicamente, tudo isso você consegue consultar através de um portal chamado eCaC (Central de Atendimento ao Contribuinte Eletrônica)

Ao entrar nesse portal aparecem dois nomes, o da sua empresa e outro embaixo, você sabe me dizer qual é o segundo nome? Do seu contador ou o seu?

Durante as minhas palestras, a maioria me responde que o nome que aparece é do contador, mas não é, é o seu, você é o responsável legal da empresa. Portanto, sabe aquelas 160 obrigações que citei, são 100% de sua responsabilidade, o contador é apenas o prestador de serviços, o conduíte para que sejam entregues. 

Em suma, é muito importante que você entenda tudo que o seu contador está entregando em seu nome. Então, melhore a comunicação com ele, aumente a transparência na relação e tenha em mão a contabilidade da sua empresa periodicamente.

Trabalhando na Rupee já tive a oportunidade de ver empresas que nunca ligaram para contabilidade. Elas descobriram que tinham pendências em entregas de declarações e/ou pagamento de impostos, e esses valores chegavam a ser grandes, mesmo com o faturamento zero. 

Existe uma declaração trabalhista chamada RAIS-Negativa que se envia anualmente para informar que você não tem empregado CLT, sabe quanto custa a multa por não fazer a declaração? O empregador que não entregar a RAIS no prazo legal ficará sujeito a multa, no valor de R$ 425,64, acrescidos de R$ 106,40 por bimestre de atraso. Isso mesmo, mesmo sem funcionário ou sem movimento existem declarações que devem ser enviadas. E, de novo, a responsabilidade é de quem? Do empreendedor, o contador é quem faz.

MAS, COMO FAÇO PARA EVITAR ESSA DESINFORMAÇÃO OU AO MENOS ACOMPANHAR MINIMAMENTE SEM ENTENDER NADA? 

Eu vou listar aqui 5 relatórios que você deve pedir para o seu contador, junto com a periodicidade que você deve solicitar. Alguns contadores não bem intencionados costumam dar desculpas dizendo que esses relatórios demoram muito para serem extraídos, sendo que na verdade eles são muito rápidos de pegar, eles demoram menos de 5 minutos para serem extraídos.

Então vamos lá:

  1. Relatório de Situação Fiscal extraído do eCAC – Mensalmente
  2. Relatório de Situação Complementar do eCAC – Mensalmente
  3. Certidão Conjunta Negativa de Débitos Relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa Da União – Semestralmente
  4. Certificado de Regularidade do FGTS (CRF) na Caixa Econômica Federal – Mensalmente
  5. Balancete da sua empresa – Mensalmente

E, uma dica final e que está super em cima do prazo… Dentro dos esforços decorrentes da pandemia, foi promulgada a Lei Complementar 174, prevendo a transação excepcional de débitos do Simples Nacional. Ou seja, abriu-se a oportunidade de quitação de débitos de Simples Nacional em até 145 parcelas (parcelamento), e com desconto de multa e juros.

Fique atento pois o prazo já está aberto e se encerra em 29 de dezembro de 2020.

Fonte: https://www.instagram.com/p/CGOMzxolRLI/?igshid=g33qi4oy374w

Matéria publicada em: https://www.quartaempreendedora.com.br/startup-do-mes/contabilidade-nao-e-um-bicho-de-sete-cabecas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *